OS ATUAIS GRANDES INIMIGOS DA PROFISSÃO DE ADMINISTRADOR.

A categoria profissional de Administrador passapor grandes perigos para subsistir como profissão. Identificar esses perigos é importante para nos prevenirmos, com as medidas certas.

 

Nascida em 1965, a profissão de Administração  foi criada através da Lei nº 4.769/65, já veio com o DNA comprometido pois foi tolhida na sua essência pelos vetos que sofreu quando de sua sanção.

 

Em matérias nesse site abordamos os perigos por que a profissão passou na sua gênese, , demostramos que a própria lei foi complacente com a invasão de nossas atribuições  por outras profissões. Na época alegava-se que não existia profissionais para ocupar tanto espaço que se abria ao Administrador.

 

Mas hoje a situação é outra, proliferam cursos e faculdades de Administração em todo o país, a concorrência para o vestibular de administração é superior a todos os outros cursos, inclusive, direito, medicina e engenharia.

 

Daí que o Administrador tem que se organizar e defender com mais empenho e garra o seu espaço profissional, não deixando que outras profissões se aproveite do vácuo e ocupe espaços deixados pelo administrador.

 

O veto ao CAPITULO I da Lei nº 13.328/2016, que criava a carreira no serviço público de Analista de Recursos Humanos e de Logística, é o marco do Administrador servidor público que precisa acordar e ocupar o espaço que lhe está reservado na Administração pública federal.

 

Abordaremos o tema OS ATUAIS GRANDES INIMIGOS DA PROFISSÃO DE ADMINISTRADOR em três etapas: (I) o inimigo maior a SPOA/MPOG; (II) a inação do sistema CFA/CRA; e (III) a indiferença dos Administradores.